segunda-feira, 15 de novembro de 2010

FOTOGRAFANDO POESIAS PARA ENCERRAR 2010!


ENCERRANDO 2010 COM MUITA POESIA


O Projeto Café em Verso e Prosa encerra suas atividades de 2010 nesta terça-feira, 16 de novembro às 20:30. Como tem acontecido nos cinco anos de existência do projeto, o último sarau do ano é sempre uma retrospectiva de todos os poetas que passaram pelo palco do Empório Café ao longo do ano.

Em 2010 passaram pelo Café em Verso e Prosa as poesias de Alice Ruiz, Linaldo Guedes, Janice Japiassu, Zé Limeira e Manoel de Barros. Com participações especiais dos poetas Linaldo Guedes, Lau Siqueira, Antônio Mariano, Ed Porto e do também jornalista Carlos Aranha, dos atores Thardelly Lima e Daniel Porpino, das cantoras Érica Maria e Mira Maya. O grupo Teatrália também foi um dos convidados de 2010 e voltará nesta terça-feira para encerrar o ano junto com a atriz Suzy Lopes que é idealizadora, produtora e apresentadora do evento.

A participação do Tatrália na edição de setembro marcou a volta do grupo, do qual a atriz Suzy Lopes participou na sua fundação, por volta de 1999, junto com Dôra Limeira, Wilma Albuquerque, Sônia Sales e outros. O grupo renova-se com a participação de outros integrantes, porém com a mesma proposta de leituras poéticas em pequenas encenações. Várias gerações se encontram no palco e, uma das inovações do grupo é a atuação de músicos fazendo, ao vivo, as intervenções sonoras. Em sua formação atual está Suzy Lopes, Nara Limeira, Elba Góes, Carlos Araújo, Ivo Limeira e Matteo Ciacchi.

Este trabalho nasceu por provocação do fotografo Ricardo Peixoto, a partir de um convite para uma atuação poética em um evento da Agência Ensaio, o projeto Lambe-lambe deste ano. Daí brotou a idéia de retomar o grupo Teatrália, e, inevitavelmente, o pretexto da leitura do livro Ensaios Fotográficos, de Manoel de Barros. “O processo de montagem foi um deleite poético, viramos todos manoelitos. Criei o adjetivo para designar os componentes do grupo, fãs e leitores vorazes de Manoel de Barros”, conta Suzy Lopes.

O Teatrália é um laboratório poético: leitura, encantamento, performance, música, enfim. Toda a inquietação trazida pelas artes possa e deve desaguar no Teatrália. Por outro lado, o grupo alimenta-se desta inquietação para buscar na arte, o seu equilíbrio. Além disso, vale ressaltar que o grupo experimenta a novidade da intervenção musical, ao vivo. Assim farão a abertura da noite com a performance “Ensaios fotográficos” criada do livro com o mesmo título de Manoel de Barros. Então o microfone será entregue aos freqüentadores para recitarem poesias de sua autoria ou de seus poetas preferidos.

Outra atração da noite será realizada entre Suzy Lopes e Gustavo Limeira, com a poesia “diz, perdida” de autoria do próprio Gustavo. A atriz também apresentará “Xícara de Chá, Colher de Açúcar” de Valmir Neves que lhe deu os prêmios de Primeiro Lugar e Melhor Interprete no VI Poesia Encenada do Sesc este ano. “Fiquei muito feliz com o prêmio, pois é um reconhecimento do meu trabalho, além do mais tive a brilhante e sensível direção do ator Servílio Holanda.” conta Suzy Lopes que adianta também que será estendido o varal como em todas as edições, assim como as poesias pelas mesas.

O sarau ‘Café em verso e prosa’ acontece nesta terça-feira, 16 de novembro, às 20h30, no Empório Café, em Tambaú, por trás da Feirinha. A entrada é gratuita. Maiores informações 8801-8533. Não perca, pois será a última edição de 2010, agora volta apenas em março de 2011.

sábado, 2 de outubro de 2010

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS / TeAtRáLiA

Foi muito mágica a noite que estivemos assistindo ao TeAtRáLiA no Empório Café.
Após serem anunciados, entraram cantando, dançando e saíram plantando Manoel de Barros.






                                            Exposição: MATTEO CIACCHI

sábado, 25 de setembro de 2010

ENSAIOS FOTOGRÁFICOS / TeAtRáLiA

                                                                (Arte: Matteo Ciacchi)

  ENSAIOS FOTOGRÁFICOS e TeAtRáLia no ‘Café em verso e prosa’

             Neste final de setembro de 2010, o sarau ‘Café em verso e prosa’ será marcado por um festival de imagens trazidas pelo poeta mato-grossense Manoel de Barros, especialmente no seu livro Ensaios Fotográficos. O sarau acontecerá na próxima segunda-feira, dia 27 de setembro, em razão dos acontecimentos políticos que tomam conta da cidade na última semana de campanha eleitoral.
            Este evento marca a volta do grupo Teatrália, do qual a atriz Suzy Lopes participou na sua fundação, por volta de 1999, junto com Dôra Limeira,Wilma Albuquerque, Sônia Sales e outros. O grupo renova-se com a participação de outros integrantes, porém com a mesma proposta de leituras poéticas em pequenas encenações. Várias gerações se encontram no palco e, uma das inovações do grupo é a atuação de músicos fazendo, ao vivo, as intervenções sonoras.
             Este trabalho nasceu por provocação do fotografo Ricardo Peixoto, a partir de um convite para uma atuação poética em um evento da Agência Ensaio, o projeto Lambe-lambe deste ano. Daí brotou a idéia de retomar o grupo Teatrália, e, inevitavelmente, o pretexto da leitura do livro Ensaios Fotográficos, de Manoel de Barros. “O processo de montagem foi um deleite poético, viramos todos manoelitos. Criei o adjetivo para designar os componentes do grupo, fãs e leitores vorazes de Manoel de Barros”, conta Suzy Lopes.
            O sarau ‘Café em verso e prosa’ acontece nesta segunda-feira, 27 de setembro, às 20h30, no Empório Café, em Tambaú, por trás da Feirinha. A entrada é gratuita. Maiores informações 8801-8533.
            Manoel de Barros nasceu em Cuiabá – MT, em 1916. Atualmente, mora em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Publicou seu primeiro livro em 1937, “Poemas concebidos sem pecado” e até hoje são quase 30 livros de poesia e muitos prêmios, homenagens e o reconhecimento de que se trata de um dos maiores poetas brasileiros. Manoel de Barros está vivo e produzindo muito. Seu livro mais recente saiu este ano de 2010 e é o “Menino do mato”. Manoel de Barros é partidário de uma poesia simples, apaixonante e que fala do homem integrado à natureza, sem esquecer das relações sociais e das angústias deste homem frente às questões como fome, pobreza, exclusão social e outros. O poeta é um homem enigmático, um homem que se desvela pelas palavras, entretanto, mesmo assim, mantém o mistério. Ou seja, como ele mesmo se define: “Me exibo através de ficar sob as cinzas. Sou sempre uma pose falsa tirada no escuro. Me exibo de costas. Eu faço o nada aparecer.” Sua prática de conceder entrevistas por escrito transformou a entrevista num gênero literário tão digno quanto qualquer outro. A editora Leya de São Paulo acaba de lançar sua ‘Poesia completa’ contendo todos os livros de poemas desde 1937, quando lançou os ‘Poemas concebidos sem pecado’, até o ‘Menino do mato’, de 2010, passando por toda a sua obra, inclusive os infantis, que são 4 livros. Dentre eles, para citar alguns, estão: ‘Compêndio para uso dos pássaros’ (1960), ‘Gramática expositiva do chão’ (1966), ‘Arranjos para assobio’ (1980), ‘Concerto a céu aberto para solo de ave’ (1991), ‘Ensaios fotográficos’ (2000), ‘Tratado geral das grandezas do ínfimo’ (2001) e os infantis ‘Exercício de ser criança’ (1999), ‘Poeminha em língua de brincar’ (2007), dentre outros.
               O Teatrália é um laboratório poético: leitura, encantamento, performance, música, enfim. Toda a inquietação trazida pela artes podem e devem desaguar no Teatrália. Por outro lado, o grupo alimenta-se desta inquietação para buscar na arte, o seu equilíbrio. Além disso, vale ressaltar que o grupo experimenta a novidade da intervenção musical, ao vivo.
               Na noite de 27 de setembro, haverá uma exposição do músico/desenhista Matteo Ciacchi, ele mostrará uma parte da sua produção com exposição dos seus desenhos. A arte do cartaz deste evento é autoria de Ciacchi.

QUEM SÃO OS TeAtRáLiA?







sexta-feira, 24 de setembro de 2010

JANICE JAPIASSU "Pastora dos sonhos"

            O Café em Verso e Prosa teve em sua edição de agosto de 2010, a poesia de Janice Japiassu. Com performance e produção da atriz Suzy Lopes, no Empório Café na praia de Tambaú.
           Janice Japiassu nasceu em Monteiro, estado da Paraíba em 23 de agosto de 1939. Residiu em várias cidades do sertão Paraibano e Pernambucano até ir para o Recife em 1960. Cursou Filosofia na UFPE. Tem curso de especialização em Filosofia e mestrado em Educação. Trabalhou durante muitos anos em educação na SUDENE. Escreveu seu primeiro livro de poesias em 1964.
         Suzy Lopes conta que passou uma tarde na casa da poetisa na Ilha do Retiro, no Recife, onde a mesma muito bem humorada contou-lhe como foi que começou a escrever poesias. Ainda no curso de filosofia na UFPE, era aluna de Ariano Suassuna, e foi o mesmo que percebeu sua veia poética. “ele dizia: Janice, por que você não escreve poesia? eu resistia, e ele insistia, -deveria, pois você escreve muito bem-. Aí ele mesmo tratou de me ensinar fora das aulas as regras da escrita poética.” “ depois que eu aprendi, não parei mais”. “Janice é uma pessoa maravilhosa e muito bem humorada, fiquei apaixonada por ela, sua poesia e seus desenhos, pois seus livros são todos cheios de desenhos que ela mesma faz. Foi um dos grandes encontros da minha vida essa tarde com essa linda poetisa” conclui Suzy Lopes.
         Janice escreveu os seguintes livros: Canto Amargo (1970), Sete Caderno de Amor e de Guerra (1970), O Dardo e o Pasto (1970), As Andanças do Divino ( 1974), As Veredas da Alegria (1978), O Reino das Águas (1982), As Quatro Estações da Lua Nova (1985), Com Todas as Letras (1997), Tarô (2000), A Paixão Segundo Madalena (2001), As Quatro estações da Lua Nova, poesia para crianças (2001), Contracantos (2002), O Circo do Astros (2004).
        Suzy conta que sua performance contará também com uma música do compositor pernambucano Cláudio Noah fez com uma poesia de Janice. “Foi o próprio Cláudio que me apresentou a poesia da Janice”
        Suzy Lopes é atriz e aluna do curso de teatro da UFPB, organiza o sarau desde abril de 2005. e está atualmente ensaiando um espetáculo com Grupo de Teatro Piollin com estréia prevista para outubro do ano corrente.
        O sarau recebeu da Câmera de Vereadores da cidade de João Pessoa um voto de aplauso por seus cinco anos.
                                          JANICE JAPIASSU

JANICE JAPIASSU e a atriz SUZY LOPES


JANICE JAPIASSU e o compositor pernambucano CLAUDIO NOAH


O SARAU





video



quarta-feira, 22 de setembro de 2010

LINALDO GUEDES


CAFÉ em VERSO e PROSA com  ARTISTAS de CAJAZEIRAS

Festejando a poesia do poeta paraibano Linaldo Guedes, Suzy Lopes fará o sarau de Julho. Ela não comemora só a poesia do poeta paraibano, mas também os dois prêmios que conquistou no VI Poesia Encenada do SESC este ano. A atriz conquistou com a poesia “Xícara de chá, colher de açúcar” de Walmir Neves o primeiro lugar e melhor intérprete, a performance foi dirigida pelo ator Servílho de Holanda do Grupo Piollin, do qual ambos fazem parte.

A noite será aberta com uma performance da atriz Suzy Lopes com poesias de Linaldo Guedes, participação do ator Thardelly Lima e do homenageado. A atriz conta que a performance foi criada a partir do livro de Linaldo “Os Zumbis também escutam blues”. E a noite terá a participação de, além do próprio poeta, do ator Thardelly Lima, que também irá recitar a poesia “Poema Narcisista” que deu nome a noite do sarau. Poema este que o ator recitou no último lançamento da Antologia poética do Sebo Cultural.




A maior coincidência da noite, é que os três artistas nasceram em Cajazeiras. Então a noite será dos filhos de Cajazeiras. “Para mim é uma grande emoção homenagear Linaldo por todo o respeito que tenho por ele como pessoa, poeta e jornalista. E também ter em cena comigo um grande ator como Thardelly, que além de parceiro da arte é meu irmão de coração. Estou muito contente com essa noite dos filhos de Cajazeiras”

Linaldo Guedes nasceu em Cajazeiras. É poeta, tendo publicado seu primeiro livro “Os zumbis também escutam blues e outros poemas” em 1998. Lançou, ainda, o livro Intervalo Lírico. Tem poemas seus incluídos em vários sites de literaturas. Lançou, ainda, “Singular e Plural na poesia de Augusto dos Anjos” (ensaio, Editora A União, 2000) e co-organizou os livros “Correio das Artes, 50 anos”, volumes de Poesia e Contos (Editora A União 1999) e “Diálogos” (Editora Aboio, 2004). Seu nome está incluído como verbete na Enciclopédia de Literatura Brasileira, organizada por Afrânio Coutinho e J. Galante de Sousa. Foi editor do suplemento literário   Correio das Artes.

Suzy Lopes atua no teatro profissional desde 1995, e cursa Bacharelado em Teatro pela Universidade Federal da Paraíba. Esteve no elenco dos seguintes espetáculos: Vento do Amanhecer em Macambira,   Morte E Vida Severina, Dor, Suor E Sangue, Auto De Deus, Cuscuz Bondade, As Esposas, Chapeuzinho Amarelou, O Auto De Deus, ”Espelho, Espelho Meu...”, Vila Cazuza, Gota D’agua, Beiradas Do Mar, Beijo Roubado, Estrelas Ao Relento, Vereda Da Salvação, Cabaré, Ópera Do Chico. Atualmente está ensaiando com o Grupo de Teatro Piollin, Retábulo, estréia prevista para outubro deste ano com direção de Luiz Carlos.
Thardelly Lima é formado pela Universidade Federal da Paraíba em Arte Cênica, fez especialização em Interpretação Teatral pela mesma instituição e atua como ator desde 1999, atuou nos seguintes espetáculos: Trinca mais não quebra, Olga Benáreo Prestes, Cordel da Paixão de Deus, O circo imaginário, De Já Vu, A Saga de Zacarias, A Gaivota (Alguns Rascunhos), Uma história de Amor nas beiradas do Mar, A Farsa do Poder e A Farsa da Boa Preguiça.
                                                  









domingo, 12 de setembro de 2010

ALICE RUIZ

No mês de maio, o CAFÉ em VERSO e PROSA orgulhosamente homenageou ALICE RUIZ. A atriz/apresentadora/produtora SUZY LOPES estava vestida de Alice no País das Maravilhas. Foi como sempre uma noite de muita magia, esteve presentes muitas pessoas, houve muita atração. O poeta Lau Siqueira estava presente e disse que ia contar tudo para a poetisa homenageada, pois o mesmo é amigo dela. Confira algumas fotos feitas por André Lima Lopes (Vulgo Passarinho!)








quarta-feira, 8 de setembro de 2010

CINCO ANOS!


O sarau CAFÉ EM VERSO e PROSA organizado pela atriz Suzy Lopes que já faz parte do calendário cultural da capital paraibana abre sua edição 2010 com a comemoração de cinco anos de existência e muita poesia. O sarau acontece toda segunda terça-feira de cada mês e tem sempre um homenageado ou um tema que cria uma linha vertente para a noite em uma performance de abertura da atriz Suzy Lopes e seus convidados. Realizada essa primeira parte, o palco e o microfone são entregues ao público que pode recitar poesias de seus poetas preferidos ou de autoria própria, o que quase sempre acontece.


Esta edição será especial, começando pelo tema do sarau, que será os seus cinco anos. Suzy conta que ela e Rômulo Halisson assessor do sarau, fizeram um roteiro englobando toda a programação destes cinco anos. É comum no Café em Verso e Prosa ser estendido um varal com poesias no tema, porém terça-feira será diferente, desta vez no varal os freqüentadores terão a oportunidade de ver todas as matérias que trataram do sarau nestes cinco anos “Achei muito legal essa idéia do varal com as matérias, pois além de mostrarmos o nosso acervo jornalístico, é uma forma de agradecer a imprensa paraibana que sempre nos apoiou divulgando nossas edições” comenta Suzy. As atrações não param por aí, como nas edições anteriores, antes do sarau começar, é preparada pela a atriz e o assessor do sarau um cd com o tema da noite para a recepção, no caso desta edição como são todos, o cd terá Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Claudio Noah, Cazuza, Renato Russo e Raul Seixas que são os músicos já homenageados pelo evento. No cd também terá recitações de Elisa Lucinda, Fernando Pessoa, Viviane Mosé e o paraibano Tavinho Teixeira. No espaço reservado para as exposições que costumam acontecer no Café em Verso, será ocupado com fotos dos cinco anos. E a performance da artista mestre-de-cerimônias, será também dentro dos cinco anos, a mesma conta que recordará pelo menos uma de cada sarau que já aconteceu. Como será disponibilizado um cardápio com as poesias já recitadas nas edições anteriores para que o público possa solicitar que seja recitada. Também passarão pela comemoração alguns do convidados destes cinco anos como Thalyta Lima, Dudha Moreira, Thardelly Lima, Daniel Porpino e Marcos Pinto. Outro habito do evento é sorteio de brindes ligados ao universo da poesias para os presentes, como cd e livros. E a participação de todos que queiram festejar a poesia e a cultura. “Estamos muito contentes com a comemoração, até porque será no dia mesmo, pois o primeiro sarau aconteceu no dia 13 de abril de 2005” declara a produção.
O Empório Café, local onde se realiza o sarau, preparou um bolo para que seja cantado parabéns para o evento. E que ele tenha muitos anos de vida!
          

                                                              EM POUCAS, AS MUITAS!

HOMENAGEADOS
Castro Alves
Fernando Pessoa
Chico Buarque
Cazuza
Tavinho Teixeira
Renato Russo
Carlos Drummond de Andrade
Elisa Lucinda
Viviane Mosé
Cora Coralina
Vinicius de Moraes
Raul Seixas
Claudio Noah
Sandoval Fagundes
Lau Siqueira
Antônio Mariano
Renálide Carvalho
Íkaro Maxx
George Ardilles
Astier Basílio
Alice Ruiz
Janice Japiassu
.
TEMAS USADOS
Poesia Paraibana
Poesia Infantil
Poesia Erótica
Poesia às mulheres
Poesia Romântica
Sobre Todas as Coisas
Poesia Feminina
O amor é um fio descascado
Poesia Matuta
.
PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS
Mayana Neiva
Cláudio Noah
Priscila Holanda
Jô Oliveira
Nykaelle Barros
Flávio Lira
Petra Ramalho
Roseane B.
The Silvias
Tavinho Teixeira
Netto Ribeiro
David Muniz
Mira Maya
André Macambira
Pedro Café
Mayra Montenegro
Camila Perez
Rômulo Alisson
Thardelly Lima
Daniel Porpino
Thalyta Lima
Dudha moreira
Cely Farias
Gabriela Dowling
Junior Ribeiro
.
EXPESIÇÕES:
Rafaela Coelho/Lola (Fotos)
Sarah Falcão (Desenho)
Verdee (Telas Pop Art)
Shiko (Telas)
Sandoval Fagundes ( Telas)
.
COLABORADORES
Rodrigo Cabral (Empório Café)
Rômulo Halisson (Assessoria)
Jô Oliveira (Assessoria 2006)
Michelle Braga (Arte)
Cyntia Dandara (Fotos e divulgação)
Felipe Spencer (Arte)
Lau Siqueira (Arte)
Sandoval Fagundes (Arte)
Ana Felipe (Jornalista Correio da Paraíba)
Astier Basílio (Jornalista Jornal da Paraíba)
Renato Felix (Jornalista Correio da Paraíba)
Augusto Magalhães (Jornalista Correio da Paraíba)
Linaldo Guedes (Jornalista A União)
Edileide Vilhaça (Radialista Rádio Tabajara)
Breno Barros (Jornalista)
Carlos Aranha (Jornalista Correio da Paraíba)
André Cananéia (Jornalista Jornal da Paraíba)
Taísa Helena(Arte)
Sarah Falcão (Editora Revista Cenário Cultural)
.
PATROCINADORES
Empório Café 10 anos
Fabrica de Sonhos e Aluguel de Fantasias 8851-0758
Sony Som & Luz
Sofia Cabeleireiros 8880-1871
Livraria Nobel
Vitrola Comunicações Visual (Michele Braga)
Sebo Cultural
Música Urbana